quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

João Manoel Gonçalves dos Santos

Postado por: O Criador & Criatura

BIOGRAFIA CRISTÃ : João Manoel Gonçalves dos Santos (1842-1928) foi o primeiro Ministro Evangélico congregacional e Teólogo brasileiro. Ele foi Pastor dos crentes que se reuniam como Igreja Evangélica Fluminense.

"Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três; porém o maior destes é o amor.". (1ª Coríntios 13:13, VRA, SBB).


João Manoel Gonçalves dos Santos
João Manoel Gonçalves dos Santos.
(1842-1928)
João Manoel nasceu no dia 7 de Agosto de 1842 na cidade do Rio de Janeiro, localizada no Estado do Rio de Janeiro no Brasil.

Seus pais Sr. Manoel Gonçalves dos Santos e Dona Clara Gonçalves dos Santos faleceram no ano de 1852, deixando dois filhos pequenos - João Manoel e Henriqueta.

João Manoel e sua irmã sofreram muito com a ausência dos pais. Eles enfrentaram o que muitas crianças enfrentam hoje quando perdem seus pais, entretanto, tudo isso ocorreu num contexto social bem diferente, com programas de adoções precários comparados aos existentes nos nossos dias.

Como não tinham parentes próximos, foram entregues à tutela de uma família designada pelo Juiz atuante nos autos de inventário dos seus pais. Sucede que essa família tutora não oferecia condições de afeto que as crianças João Manoel e Henriqueta tanto necessitavam.

Assim, quando alcançou a maioridade, o jovem João Manoel Gonçalves dos Santos requereu e alcançou a tutela de sua irmã Henriqueta. Sua irmã casou com o Sr. Antonio de Souza Lobo, um dos crentes presos durante a perseguição de Outubro de 1860, em Santa Luzia. Desse matrimônio nasceram os seguintes filhos: Henriqueta de Souza Lobo, Alice de Souza Lobo, Isabel de Souza Lobo, João de Souza Lobo e Antonio de Souza Lobo Jr.

O jovem João Manoel cresceu no bairro da Saúde, no Rio de Janeiro, sua infância foi difícil e começou a trabalhar na meninice. Foi funcionário de uma loja de calçados e trabalhou numa papelaria. Uma das funções do seu trabalho na papelaria, implicava na compra de papéis selados para o dono de uma Fábrica de Chapéus localizada no Largo de Santa Rita, na cidade do Rio de Janeiro.

Durante essa fase de sua vida, Deus começou a exercer o Seu poder de atração mediante a pregação do evangelho salvífico, pois ouviu muitas mensagens evangélicas na Fábrica de Chapéus, que o introduziram no caminho da vida eterna em Cristo Jesus. Posteriormente, adquiriu um estabelecimento comercial, a saber, uma sapataria. Nessa sapataria foi sócio de um crente, Sr. Antônio Gonçalves Lopes que depois foi constituído presbítero em uma comunidade cristã.

O ano de 1858 foi especial em sua vida, assistiu diversos cultos ministrados por um colportor, Sr. Francisco da Gama. O trabalho de colportagem foi muito importante para a introdução do Cristianismo Protestante no Brasil. Muitas bíblias foram distribuídas para os brasileiros que não tinham acesso às Escrituras Sagradas, pois somente ouviam os sermões dos padres católicos realizados em latim, o que dificultava a interpretação bíblica. Para o romanismo (catolicismo) não era adequado que os cristãos tivessem bíblias nas suas casas, aqueles que compravam alguma bíblia dos colportores eram repreendidos e excomungados. Francisco da Gama foi o primeiro brasileiro colportor no Brasil. O labor de Francisco foi o maior responsável para levantar o primeiro pastor congregacional brasileiro - João Manoel Gonçalves dos Santos.

Os cristãos protestantes estrangeiros organizaram uma comunidade cristã protestante no bairro da Saúde, Rio de Janeiro. A comunidade era identificada como Igreja Evangélica. João Manoel presenciou a inauguração dessa comunidade de crentes, inclusive, durante a inauguração foi batizado o primeiro brasileiro, Sr. Pedro Nolasco de Andrade, que já tinha confessado publicamente sua aceitação ao evangelho de Cristo pregado pelos protestantes.

O coração de João Manoel Gonçalves dos Santos queimava de amor pelas escrituras bíblicas que eram sonegadas da população brasileira, devido aos costumes religiosos romanistas (católicos) da época. Os católicos foram influenciados pelos protestantes e atualmente a maioria dos sermões ministrados pelos padres são no idioma português, bem como é totalmente livre a leitura da bíblia para os romanistas.

Robert Kalley
Robert Kalley.
(1809-1888)
No dia 9 de Janeiro de 1859, João Manoel e outro crente, Sr. Felipe Néri, foram analisados pelo Dr. Robert Kalley para a admissão como membros da comunidade protestantes cristã reunida como Igreja Evangélica Fluminense. Essa análise era muito importante, porque evitava a proliferação de cristãos protestantes nominais - nominalistas.

Atualmente não existem cuidados para a admissão de crentes no seio da sociedade evangélica, resultando na abundante frequência de cristãos nominais que não foram regenerados e não aceitaram o Senhorio de Cristo em suas vidas.

Os dois candidatos à membresia, João Manoel e Felipe Néri, foram aceitos e batizados pelo Dr. Robert Kalley como testemunho público daquilo que já tinha ocorrido no interior deles. Já estavam desfrutando da realidade da união com o Espírito de Jesus Cristo que o crente desfruta em seu espírito humano. [1ª Coríntios 6:17, NVI: "Mas aquele que se une ao Senhor é um espírito com Ele."].

Tricotomia Humana
Ilustração das partes humanas: Corpo Humano, Alma Humana e Espírito Humano.
Corpo Humano (Bios): Cabeça, Tronco e Membros.
Alma Humana (Psyché): Mente, Vontade e Emoção.
Espírito Humano (Zoé): Consciência, Comunhão e Intuição.

João Manoel Gonçalves dos Santos foi o segundo brasileiro batizado no Brasil. Depois de batizado, intensificou sua busca ao Senhor e a Sua Palavra, assim recebeu forte encargo pela salvação das almas dos brasileiros. Esse encargo era o chamado de Cristo para trabalhar na vasta seara do Brasil. Reportou ao Dr. Robert Kalley o seu desejo e chamada para a pregação do evangelho do reino de Jesus Cristo.

Charles Spurgeon
Charles Haddon Spurgeon.
(1834-1892)
Depois de muitas conversas e orações, o Dr. Kalley providenciou a sua viagem para Londres objetivando preparação espiritual e intelectual para o anúncio do evangelho.

Na cidade de Londres, na Inglaterra, foi lapidado como um diamante o primeiro pastor brasileiro - João Manoel Gonçalves dos Santos - que estudou no Colégio dos Pastores fundado pelo proeminente pregador Charles Spurgeon.

Tabernáculo Metropolitano
Metropolitan Tabernacle.
Primeira Construção em 1859.
No Tabernáculo Metropolitano muitas pessoas foram influenciadas para incendiar o mundo com a Palavra de Deus. Uma dessas pessoas foi Dwight Lyman Moody. Quando Moody visitou o Metropolitan Tabernacle ficou comovido e impactado com a ministração de Charles Spurgeon naquele lugar. Enquanto D.L. Moody considerava em sua mente tudo aquilo que tinha presenciado, Henrique Varley disse: "Moody, o mundo ainda não viu o que Deus pode fazer com um homem completamente consagrado a ele". "Mais tarde, Moody comentou que a observação de Varley e a pregação de Charles H. Spurgeon concentraram-se em algo que nunca havia imaginado: 'Não era Spurgeon quem realizava aquela obra; era Deus. Se Deus era capaz de usar Spurgeon, poderia usar-me também!".

João Manoel Gonçalves dos Santos.
(1842-1928)

Centro de Memória Viva.
www.igrejaevangelicafluminense.org
João Manoel Gonçalves dos Santos desfez a sociedade com o Sr. Antônio Gonçalves Lopes na sapataria, cuidou dos preparativos para a viagem e no dia 9 de Agosto de 1872, seguiu para Londres, na Inglaterra, sentindo no coração o mais elevado desejo de aprendizado para melhor servir neste mundo o seu Mestre Divino, Jesus Cristo.

No final do ano de 1875, regressou ao Brasil com seu diploma de formação em Teologia. Foi eleito no dia 31 de Dezembro para co-pastor dos santos que congregavam como Igreja Evangélica Fluminense. No dia seguinte, 1º de Janeiro foi consagrado ministro evangélico pelo Dr. Robert Kalley.

O Dr. Robert Kalley solicitou para a Sociedade Bíblica Britânica e Estrangeira que providenciassem uma Agência no Rio de Janeiro, no Brasil. Quando a Agência foi aberta, fico sob os cuidados do Rev. Ricardo Holden que também exerceu co-pastorado dos crentes reunidos como Igreja Evangélica Fluminense. No dia 1º de Março de 1879, o Dr. Robert Kalley indicou o Rev. João Manoel Gonçalves dos Santos para dirigir os trabalhos da Agência da Sociedade Bíblica Britânica e Estrangeira no Brasil.

Posteriormente, com as devidas licenças da Sociedade Bíblica em Londres, o Rev. João Manoel começou a publicar no Brasil vários tratados cristãos-protestantes. As vendas de livros espirituais também foram intensificadas no Brasil, espalhando assim a fé cristã-protestante. No mesmo imóvel que funcionava a Agência da Sociedade Bíblica Britânica, também funcionou a Redação do Jornal O Cristão, bem como foi sede da Sociedade de Evangelização do Brasil. Tais serviços beneficiaram os crentes, os interessados e os colportores.

Durante o período que comandou a representação da Sociedade Bíblica Britânica no Brasil, João Manoel G. dos Santos visitou a maioria dos Estados do Brasil, semeando as Verdades Bíblicas nos corações dos amados brasileiros.


Dom Pedro II
Dom Pedro II.
(1825-1891)
PROTESTANTES
E A
REALEZA DO BRASIL

Dom Pedro II, alcunhado (apelidado) como o Magnânimo, foi o segundo e o último monarca do Império do Brasil. Reinou no país durante um período de 58 anos. Nascido no Rio de Janeiro, foi o filho mais novo do Imperador Dom Pedro I do Brasil, também conhecido como Dom Pedro IV de Portugal e da Imperatriz Maria Leopoldina de Áustria, e portanto, membro do ramo brasileiro da Casa de Bragança. Foi coroado em 18/07/1841. Sua herdeira na sucessão foi Isabel, Princesa Imperial do BrasilDom Pedro II morreu com 66 anos na França.

No dia 31 de Dezembro de 1881, o Rev. João Manoel Gonçalves dos Santos por determinação da Diretoria da Sociedade Bíblica Britânica em Londres, na Inglaterra, foi recebido com grande privilégio por Sua Majestade, o Imperador Dom Pedro II, em audiência especial. O Rev. João Manoel cumprindo todos os protocolos, mas sem esquecer do espírito evangelístico, entregou para o Imperador um luxuoso exemplar das Sagradas Escrituras com a seguinte mensagem: "Senhor Imperador - A Sociedade Bíblica Britânica e Estrangeira me encarregou, como seu representante neste Império, para em seu nome, oferecer a Vossa Majestade Imperial esta Bíblia Sagrada.".

O Rev. João Manoel continuou o seu diálogo com o Magnânimo Imperador: "Vossa Majestade sabe que a Bíblia é a Palavra de Deus, pois os seus escritores foram 'homens inspirados pelo Espírito Santo', conforme 2ª Pedro 1:21 e que 'toda a Escritura é divinamente inspirada e útil para ensinar, para repreender, para corrigir, para instruir na justiça, afim de que o homem de Deus seja perfeito, estando preparado para toda a boa obra', segundo 2ª Timóteo 3:16-17. Deus, por Moisés, disse aos israelitas, concernente ao Rei: 'Depois que Ele (o Rei) estiver assentado no Trono do seu reino, fará escrever para seu uso, num livro, o Deuteronômio desta lei e te-lo-á consigo e o lerá todos os dias da sua vida, para que aprenda a temer o Senhor seu Deus e guardar as suas palavras', conforme está escrito em Deuteronômio 17:14-20. Assim, por mim e em nome da Sociedade Bíblica Britânica e Estrangeira, desejo que esta Bíblia sirva para consolação de Vossa Majestade Imperial, debaixo do temor de Deus e para a nutrição de uma fé saudável em Nosso Senhor Jesus Cristo, o Rei dos reis e o Salvador dos que Nele confiam - Brasil, Rio de Janeiro, 31 de Dezembro de 1881 - Para Vossa Majestade Imperial de seu humilde súdito, João Manoel Gonçalves dos Santos.".

Dom Pedro II já cultivava especial admiração pelo Dr. Robert Kalley, o que contribuiu para a receptividade do Rev. João Manoel.

João Manoel Gonçalves dos Santos também sabia alcançar os jovens, sempre demonstrou grande flexibilidade nas relações sociais, tanto para conversar com o Imperador do Brasil como para conversar com um simples jovem. Ajudou a instalar e promover uma Associação de Moços para aperfeiçoamento e edificação na Palavra de Deus. Ele foi muito influenciado pelas reuniões da Young Man's Christian Association, em Manchester e também em Londres, ambos na Inglaterra. Ele identificou as benesses de tal ministério e percebeu que o mesmo impacto produzido na Inglaterra, também poderia ser aplicado no Brasil.

O Rev. João Manoel Gonçalves dos Santos sempre dizia: "o futuro do trabalho evangélico no Brasil está nos moços"; "os que agora trabalham em breve ficarão velhos, doentes ou cansados e, portanto, precisamos preparar os moços para substituir-nos"; "há muitos moços que não estão convertidos. É conveniente buscá-los e guiá-los com amor, prudência e sabedoria no caminho do reino dos céus"; "Avante moços! Tomai Cristo como o vosso estandarte, ide procurar os vossos companheiros e trazei-os para as pastagens do nosso Salvador Jesus Cristo".

Assim como o Dr. Robert Kalley foi chamado de Lobo da Escócia pelos seus perseguidores, bem como passou muitas vezes perigo de vida diante da intolerância religiosa, o Rev. João Manoel também enfrentou perseguições e muita intolerância religiosa.

No mês de Maio de 1893, sofreu afronta na cidade de Piraí, no estado do Rio de Janeiro, no Brasil. O padre da localidade, italiano e romanista intenso, quis amotinar o povo da cidade contra o Reverendo João Manoel Gonçalves dos Santos, assim colocou diversas imagens religiosas católicas nas calçadas da rua, fazendo vários sinais de intolerância ao "herege" protestante. O Rev. João Manoel ficou triste com o incidente que demonstrava imaturidade da cidade e reflexo da nação. Depois de muitas orações e testemunho exemplar, a população da cidade insistiu para que o Reverendo permanecesse na cidade para realizar algumas conferências, foram realizadas pregações para grandes auditórios.

Também foi vítima de muita perseguição em diversas cidades do estado do Rio de Janeiro, no Brasil. Contudo, firmou sua posição escrevendo: "A nossa posição está definida pelo Senhor Jesus. Ele nos diz: 'Bem-aventurados os perseguidos por causa da justiça, pois deles é o Reino dos Céus.'; 'Bem-aventurados serão vocês quando, por minha causa, os insultarem, os perseguirem e levantarem todo tipo de calúnia contra vocês. Alegrem-se e regozijem-se, porque grande é a sua recompensa nos céus, pois da mesma forma perseguiram os profetas que viveram antes de vocês.' (Mateus 5:10-12). Não deixaremos de pregar o Evangelho, esperamos daqueles que nos perseguem que em alguma manhã recebam e propagem o mesmo Evangelho que nós hoje pregamos, o evangelho salvífico de Jesus Cristo sem quaisquer mediações, assim como Saulo de Tarso que foi impactado pela presença gloriosa Daquele que tanto perseguia - Jesus Cristo - para ser o maio defensor da igreja primitiva, agora o irmão em Cristo, Paulo de Tarso, pois 'dura coisa é recalcitrares (resistir) contra os aguilhões (ponta de ferro).' (Atos 26:14).

Em 17 de Setembro de 1889, casou com Leopoldina de Araújo, depois de completados 10 anos de casamento, sua esposa foi acometida de um problema cerebral, limitando drasticamente o resto de sua vida. Naquela ocasião muitos brasileiros que não eram crentes sugeriram ao Reverendo João Manoel que internasse sua esposa em uma casa de saúde (hospital psiquiátrico), mas como um bom cristão protestante, nunca desistiu nem abandonou sua esposa, até que no ano de 1907 ela faleceu.

Visitou várias cidades da Inglaterra e foi até Edimburgo, na Escócia, para visitar a família Kalley, pois a esposa do já falecido Dr. Robert Kalley estava gravemente enferma. Posteriormente, retornou para o velório da Sra. Sarah Kalley, bem como aproveitou para visitar a sepultura do seu amigo Robert Kalley, responsável pelo sucesso em Cristo do Cristianismo Protestante no Brasil. Cumprida suas viagens, retornou ao Brasil.

Depois de 25 anos de existência da comunidade cristão protestante que pastoreava, denominada Igreja Evangélica Fluminense, já não podia quase andar, todavia, compareceu com grande esforço para a reunião de agradecimento ao Senhor Jesus por todos os anos de semeadura da Palavra de Deus e colheita de almas para o Reino de Jesus Cristo.

João Manoel Gonçalves dos Santos.
(1842-1928)

Centro de Memória Viva.
www.igrejaevangelicafluminense.org
O jovem que sofreu tanto com sua irmã Henriqueta pela ausência dos pais falecidos, sofreu tantos desafetos da sua família tutora, enfrentou as lutas para ingressar no mercado de trabalho até alcançar uma sociedade numa sapataria. Que viajou o mundo, foi educado para o evangelho aos pés dos servos Charles Spurgeon e Robert Kalley. Conversou com o Imperador do Brasil e com os símplices brasileiros. Agora era um idoso com o coração aquecido pelo amor de Jesus Cristo e pelo amor do rebanho de crentes gerados no meio de tanta perseguição e intolerância religiosa no Brasil.

O velhinho João, o querido Reverendo João Manoel era um simples irmão, porém profundo conhecedor das Sagradas Escrituras. Seus sermões eram altamente espirituais, elevados e mui apreciados. Publicou vários folhetos durante sua vida para alcançar as almas e oferecer oportunidade de mudança eterna.

No dia 10 de Julho de 1928, com 86 anos de idade foi internado em um Hospital Evangélico. O velhinho João estava findando a sua jornada cristã, dez dias depois, Deus Pai o chamou para ser sacerdote de Deus e de Cristo na manifestação do reino dos céus (Apocalipse 20:6). Permaneceu fiel ao seu chamamento durante 69 anos e foi dedicado pastor do rebanho durante 52 anos.

Durante os anos de 1870 até 1880 foram entregues 2.734 Bíblias e 7.004 Novos Testamentos em uma época que as pessoas somente ouviam sermões em latim e não tinha acesso a nenhuma Bíblia sob pena de serem consideradas hereges no Brasil.


FONTE:

Livro: Jornada no Império - Vida e Obra do Dr. Kalley no Brasil.
254 páginas.
Autor: William B. Forsyth.
Editora: Fiel. (Brasil).

Livro: O Brazil Pentecostal - Uma Análise da História.
187 páginas.
Autor: Carlos Boaventura.
Editora: Nova Jerusalém. (Brasil).

Igreja Evangélica Fluminense.

Igreja Evangélica Congregacional de Itajubá.

Wikipédia, a enciclopédia livre.

Jornal O Cristão - Ano LI - 15 de Agosto de 1942 - Nº 15.

Revista Brasileira de História das Religiões.