quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Dora Yu

Postado por: O Criador & Criatura


BIOGRAFIA CRISTÃ : Yu Cidu ou Yue Ling Tsz (1873-1931), também conhecida como Dora Yu, foi uma Evangelista que atuou na China.

"Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três; porém o maior destes é o amor.". (1ª Coríntios 13:13, VRA, SBB).

Dora Yu
Dora Yu.
(1873-1931)
Dora Yu formou-se no verão de 1896 na Faculdade de Medicina de Soochow. Depois de ter sido diplomada na escola de medicina, Dora continuou a servir no Mary Black Memorial Hospital.

Ela foi saudada pelos missionários ocidentais como a Evangelista chinesa "mais proeminente" da China no começo do século XX. Seu ministério de reavivamento foi particularmente eficaz no meio da classe alta, educada, chinesa.

"Entre os evangelistas que o Senhor levantou na China, havia uma jovem irmã cujo nome em inglês era Dora Yu e, em chinês, Yu Tzu-tu. Ela foi salva ainda bem jovem e, mais tarde, enviada por sua família à Inglaterra para estudar medicina. A caminho da Inglaterra, seu navio aportou em Marselha, no sul da França. Naquele momento, ela ganhou um pesado encargo e disse ao capitão que não poderia continuar a viagem e que teria de voltar para pregar o evangelho de Cristo. O capitão ficou perplexo, mas nada pôde fazer a não ser enviá-la de volta para a casa. (...). / Ela saiu de casa, peregrinando pelas ruas e pregando o Senhor Jesus. Ninguém a assalariou. Ela simplesmente confiava no Senhor. Por meios supridos pelo Senhor, ela alugou uma loja num subúrbio de Xangai para a pregação do evangelho. A partir de então, foi convidada pelas denominações para realizar muitas reuniões de pregação do evangelho. Ela viajou extensivamente por muitas províncias fazendo a obra do evangelho, e tornou-se uma testemunha prevalecente para o Senhor. Ela continuou a pregar pelo resto de sua vida, levando centenas de pessoas ao Senhor. (...). / Em Fevereiro de 1920, Dora Yu foi convidada para ir a Fuchow, capital da província de Fukien, onde pregou o evangelho num auditório metodista. Sua pregação foi tão convincente e cheia de poder que, depois de cada reunião, podiam-se encontrar fileiras de lágrimas no piso, devido ao choro da audiência. Muitos foram salvos. Entre os convertidos estava uma senhora chinesa muito culta, a mãe de Watchman Nee". Witness Lee.


Watchman Nee
Watchman Nee.
(1903-1972)
WATCHMAN NEE

"Em uma das reuniões de reavivamento de Dora Yu em Fuzhou, em 1920, o jovem Watchman Nee, de 17 anos, experimentou uma poderosa salvação e imediatamente se consagrou ao serviço em tempo integral a Deus. Dora Yu foi não só a "mãe espiritual" de Watchman Nee (1 Co 4:15) mas também sua mentora por meio de quem Watchman Nee foi introduzido nas verdades bíblicas fundamentais e na experiência de vida interior."





Guerra Chinesa
GUERRA CIVIL CHINESA
(1927-1937; 1946-1949)

O ano de 1927 foi crítico na história do movimento missionário ocidental na China. Naquela época o país estava politicamente dividido em regiões autônomas sob o controle de déspotas regionais, cuja base se localizava no norte e centro da China.

Guerra Civil Chinesa (1927-1937; 1946-1949) é o nome dado para o conjunto de conflitos entre as forças chinesas nacionalistas e comunistas. Normalmente o período da Guerra Civil é focalizado depois do término da Segunda Guerra Mundial, todavia, tais conflitos remontam ao final da Dinastia Qing, em 1911.

Chiang Kai-Shek
Chiang Kai-Shek.
(1887-1975)
Os horrores começaram em 1927, durante a expedição de Jiang Jieshi, também conhecido como Chiang Kai-Shek. Ele foi um militar político chinês que assumiu a liderança no ano de 1925 do Kuomintang (Partido Político Conservador Chinês), um partido existente naquela época.

Kai-Shek comandou a Expedição do Norte, que tinha como objetivo unificar a China contra os chamados Senhores da Guerra na China, os quais dominavam muitas regiões do país. No ano de 1928, saiu vitorioso como líder da República da China.

Foi escolhido como o Homem do Ano, em 1937, juntamente com sua esposa Soong May-ling (1898-2003), filha do missionário metodista Charlie Soong. Ela faleceu com 105 anos. Além de primeira-dama, sua esposa foi política e pintora.

Assim como sua esposa, Chiang Kai-Shek, também era um cristão metodista.

A República da China ingressou no ano de 1937 na Segunda Guerra Sino-Japonesa com o Império do Japão. Essa guerra fragilizou a imagem de Kai-Shek dentro da China, no entanto, sua imagem cresceu exteriormente. Na Guerra Civil Chinesa (1927-1949), ele tentou erradicar os comunistas chineses, entretanto, falhou nessa tentativa e foi forçado a recuar seu governo para a ilha Formosa (também conhecida como Taiwan), onde continuou atuando como presidente dessa ilha. No dia 27 de Julho de 1953, foi assassinado durante um acordo de paz em Pan Munjon.

Durante os primeiros anos do conflito contra os comunistas, os nacionalistas chineses alcançaram ganhos territoriais, incluindo a capital comunista de Yan'an. No entanto, o partido Kuomitang desmoronou junto com Chiang Kai-Shek, por causa do sucesso das operações militares comunistas, o que diminuiu a confiança da administração de Kai-Shek.

No ano de 1948, os nacionalistas perderam meio milhão de pessoas, dentre os quais muitos desertaram para o lado comunista. A vitória comunista foi completa quando o governo nacionalista recuou para a ilha Formosa (Taiwan).

Quando iniciou o seu governo em Taiwan, Kai-Shek, frequentou as reuniões da "Restauração do Senhor" (movimento iniciado por Watchman Nee como resultado de acurada investigação nos diversos escritos da História da Igreja). Quando Chiang Kai-Shek começou a frequentar as reuniões da "Restauração do Senhor", o movimento estava sob liderança de Witness Lee (1905-1997), cooperador de Watchman Nee (1903-1972).

Mao Tsé-tung
Mao Tsé-tung.
(1893-1976)
Depois da queda do partido nacionalista encabeçado por Chiang Kai-Shek, o líder comunista Mao Tsé-Tung assumiu o poder. Ele também é conhecido como Máo Zédõng. Além de líder comunista, foi um político teórico, revolucionário chinês, é o fundador da República Popular da China. Suas ideias são conhecidas como Maoísmo.

Não estamos comparando os dois líderes, considerando que viveram em contextos diferentes, apenas estamos numerando mortos para exemplificação. Durante o governo de Adolf Hitler (1889-1945), aproximadamente 6 milhões de judeus foram mortos. Já Mao Tsé-Tung eliminou 70 milhões de chineses, dentre os quais muitos eram cristãos. No governo de Mao, o cristianismo livre foi dizimado!

Dora Yu testemunhou o sofrimento cristão dentro do conflito entre comunistas e nacionalistas: "Alguns missionários chegaram em Xangai somente com a roupa do corpo". Durante os conflitos, muitos cristãos e missionários foram mortos. Em 1927 foi fuzilado o primeiro missionário americano John E. Williams, vice-presidente da Universidade Nanjing. 

O estudo da vida e obra de Dora Yu ampliará eficazmente o entendimento do contexto do reavivamento da igreja cristã no início do século XX na China.


FONTE:

Livro: Biografia de Watchman Nee - O testemunho de um homem que viu a revelação divina nesta era.
350 páginas.
Autor: Witness Lee.
Editora: Árvore da Vida. (Brasil).

Livro: Dora Yu e o Reavivamento Cristão do século XX na China.
261 páginas.
Autor: Silas H. Wu.
Publicado por Pishon River Publications. (U.S.A.).
Editado e produzido por Editora Árvore da Vida. (Brasil).

Wikipédia, a enciclopédia Livre.


SOBRE O AUTOR SILAS H. WU:

Silas H. Wu nasceu em 1929. Sua formação acadêmica inclui Bacharelado em História (Universidade Nacional de Taiwan, 1954), Bacharelado em Química (Universidade de Berkeley, Califórnia), Mestrado em  Estudos sobre o Leste da Ásia (Universidade de Yale, 1963) e Ph.D. em História Chinesa e Japonesa (Universidade de Colúmbia, 1967). Quando em Taiwan, serviu os jovens e universitários como obreiro em tempo integral na Igreja em Taipei, de 1954 a 1958. Suas experiências acadêmicas incluem cargos em docência e pesquisas nas Universidades Yale, Colúmbia e Harvard. Ele é Professor de História Chinesa e Japonesa, emérito, na Faculdade Boston e associado em pesquisas no Centro Fairbank para Pesquisas do Leste da Ásia na Universidade de Harvard.

Seus artigos eruditos têm aparecido nas principais publicações acadêmicas nos EUA, Taiwan e Europa. Nas últimas décadas, tem concentrado suas pesquisas na história dos reavivamentos cristãos da igreja na China do séculos XX.