quinta-feira, 17 de junho de 2010

Fotografia "Monge em Chamas" (Burning Monk/Self-Immolation)

Postado por: O Criador & Criatura

É uma das fotos mais impactantes que já vi.

"Burning Monk", foto de Malcolm Browne, 11 de junho de 1963

Durante o período de forte repressão do Regime Diêm, o monge Thích Quảng Đức, dirigiu o seu carro até o centro de Saigon no Vietnã, e ateou fogo em si mesmo em protesto político (auto-imolação).

Permaneceu imóvel até perder a consciência e depois a vida.

Quando seu cadáver foi recremado, o coração continuou inteiro e foi recolhido como símbolo sagrado de compaixão.

Coração de Thích Quảng Đức

Outras auto-imolações se seguiram e marcam a virada da crise budista no Vietnã, com a posterior mudança no regime.

Imagens Fortes (e tristes):
  • Fotos e Vídeo da auto-imolação de Thích Quảng Đức.


Este tipo de protesto, embora chocante, também é muito comum (10 casos por mês) entre as mulheres e meninas no Afeganistão, devido ao desrespeito total ao seus direitos humanos, às constantes violências e casamentos forçados.

Nos links abaixo, fiquei chocado com histórias e imagens do sofrimento delas:
Fariba, esposa afegã, 11 anos

A situação das mulheres afegãs é uma das causas que mais me comove, já falei sobre isso no post:

Imagine a situação DESESPERADORA e de abandono, para alguém decidir atear fogo no próprio corpo como alternativa melhor do que viver?

Para ver se alguém enxerga, para ver se alguém se importa?



"Eu quero lutar com minha caneta.

Eu lutaria através da força, com uma arma,
mas assim teria de matar outras pessoas.

Não quero fazer isso,
mesmo que não sejam pessoas boas.

Elas não precisam ser mortas,
precisam aprender a tornar-se humanas"


(Marina, mulher afegã, no livro "Mulheres de Cabul)



Veja também:

Extraído do: BLOG DO NICOLAS